A Frísia é a primeira cooperativa de produção do Paraná. Fundada em 1911 por imigrantes provenientes do norte da Holanda, seu nome remete à essas famílias que chegaram na região na década de 40. Com eles, também desembarcaram novas técnicas e gado puro de origem, que tanto contribuíram para tornar a bacia leiteira dos Campos Gerais do Paraná como a mais expressiva do Brasil.

A história da cooperativa começa com a produção e venda de laticínios como leite, o queijo e manteiga. Hoje, a produção de leite ainda mantém forte participação dentro da cooperativa, sendo acompanhada pela produção de suínos e grãos, além do suporte no corte, comercialização e beneficiamento de madeira.

A unidade Moinho de Trigo foi fundada em 2014 e está situada na BR-376, em Ponta Grossa/PR. A produção conta com 24 tipos de farinha e farelo de trigo com uma média de produção de 10.000 toneladas ao mês. A adesão ao InPAR aconteceu em 2017, mas a cooperativa já possuía alinhamento com as políticas de logística reversa desde 2014. “No ano de 2014, nossa empresa aderiu ao plano de logística reversa, firmado juntamente com a SEMA, Fiep, Senai e outros sindicatos da categoria. Com o início dos trabalhos no InPAR, decidimos nos associar e fortalecer nossa atuação nesse sentido, fomos redirecionados a esse instituto”, comenta Tatiane Toroski, assistente de compras e suprimentos.