Crédito: Fernanda Bertola

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O InPAR realizou, em Maringá, no dia 22 de janeiro, a 6ª Assembleia Geral Extraordinária que abordou o tema das eleições para a próxima gestão do instituto, marcadas para 2 de março. O edital de convocação para o pleito deve ser lançado na primeira quinzena de fevereiro.

Os associados do InPAR em todo o Paraná poderão votar à distância, por meio do Sistema de Eleição Sindical Eletrônica (SIESE) da Fiep. A utilização do sistema possibilitará que a participação na eleição seja inteiramente online, já que não requer download de arquivos. O InPAR realizará todo o trâmite eleitoral, desde o cadastro das empresas até a finalização da eleição. Os resultados devem sair logo após a votação.

Serão eleitos seis membros para o Conselho de Administração (composto por Presidente, Vice-Presidente, 1º Secretário, 2º Secretário, 1º Tesoureiro e 2º Tesoureiro) e seis para o Conselho Fiscal. Ao todo, 44 instituições (7 associados fundadores e 37 associados-empresa) de todo o Paraná devem participar da votação. A posse vai ocorrer logo após a votação.

A assembleia para prestação de contas do exercício 2019 ficou definida para o dia 28 de abril.

Mudanças no estatuto

A utilização de um sistema de votação online para as eleições da nova diretoria faz parte da modernização do Estatuto do InPAR, alterado para garantir e estimular ampla participação de todos os associados. Também passam a ser permitidas assembleias e reuniões por videoconferência, com o objetivo de facilitar o acesso de todos nos processos decisórios do Instituto.

Importantes datas ficam definidas no novo estatuto. A realização da prestação de contas em abril (a deste ano marcada para o dia 28) é uma delas. Já para o mês de novembro fica prevista a publicação da previsão orçamentária e do plano de ação para o ano subsequente.

Reajuste de anuidade

A nova tabela de anuidade do InPAR foi ratificada durante a 6ª Assembleia Geral Extraordinária da entidade. Os novos valores praticados pelo Instituto já consideram a progressão das metas de logística reversa, a serem instituídas pelos novos acordos setoriais de embalagens.