Estimados,

chegamos ao fim de mais um ano cheio de conquistas e desafios para o Instituto Paranaense de Reciclagem (InPAR) e para o trabalho de estímulo às ações de logística reversa. Ampliamos o número de associados para 37 e reforçamos a importância da atuação do InPAR através da participação em importantes iniciativas como o Workshop Sindiavipar e o lançamento do Programa Lixão Zero. Também realizamos eventos destinados a discutir a logística reversa e seus efeitos na indústria como o Seminário InPAR e o Seminário Paranaense de Logística Reversa.

Estamos nos tornando uma referência no tema de logística reversa e apresentamos importantes evoluções como a abertura do diálogo com o Ministério Público, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná e o Ministério do Meio Ambiente. A nível nacional, também participamos ativamente com nossa equipe técnica e jurídica das Assembleias da Aslore e da Coalizão Embalagens.

Com o objetivo de proporcionar melhorias a todos os atores envolvidos no processo de reciclagem, realizamos a concessão de equipamentos para duas associações de São José dos Pinhais e uma da Ilha de Valadares, em Paranaguá. Os equipamentos proporcionarão mais agilidade, otimização do tempo de trabalho e melhores condições de renda para os catadores. A melhorias das condições de trabalho dos catadores é essencial para os processos de coleta de lixo e para a reciclagem de materiais.

Apoiamos ações diretas de coleta de materiais, como o mutirão realizado na Baía de Guaratuba, promovida pelo Instituto Guaju, que contou com a participação de 500 voluntários. Na ocasião, foram recolhidas sete toneladas de lixo do mar. Em outubro, no Dia do Desafio Ambiental, o público teve a oportunidade de levar resíduos recicláveis e especiais para que fossem destinados corretamente. Ao todo, foram coletadas mais de quatro toneladas de resíduos.

Foi um ano muito produtivo, em que pudemos ampliar a difusão da importância sobre a logística reversa. O InPAR segue trabalhando forte para atender às mudanças na legislação, exigências do setor e ampliação das ações ligadas ao tema. Dizemos adeus a 2019 com a certeza de que ainda há muito a se fazer em 2020. Desejamos a todos um ótimo ano novo.

Atenciosamente

Rommel Barion | Presidente / Instituto Paranaense de Reciclagem